Há 15 anos que tal não acontecia, mas desta vez foi uma produção italiana que venceu o 70º Festival de Cinema de Veneza. O Leão de Ouro foi para o «Sacro GRA», de Gianfranco Rosi, um documentário sobre a vida na autoestrada que circunda a cidade de Roma.

«É um grande honra (...), não esperava vencer um prémio tão importante com um documentário», disse o realizador, na cerimónia de entrega dos galardões, no sábado.

Esta foi a primeira vez que um documentário venceu o prémio máximo do certame italiano. Rosi recebeu o troféu das mãos da lenda viva do cinema italiano, o presidente do júri Bernardo Bertolucci.

«Acho que o júri sentiu a força poética do filme de Gianfranco Rosi», explicou Bertolucci sobre a escolha do vencedor do Leão de Ouro.

O triunfo italiano em Veneza aconteceu mesmo em dose dupla, uma vez que Emma Dante venceu na categoria de Melhor Atriz pela interpretação em «Via Castellana Bandiera». O prémio de Melhor Ator foi para o grego Themis Panou («Miss Violence»), enquanto que Tye Sheridan («Joey») foi distinguido como o Melhor Jovem Ator do festival.

O Leão de Prata, que premeia o Melhor Realizador, foi parar às mãos de Alexandros Avranas («Miss Violence») e o Grande Prémio do Júri foi entregue a Tsai Ming-liang pelo filme «Jiaoyou».