O filme «Um Fim do Mundo», primeira longa-metragem de Pedro Pinho, vai representar Portugal no 5º Festival de Cinema da União Europeia em Hong Kong, entre 21 de fevereiro e 5 de março, escreve a agência Lusa.

O Festival de Cinema da União Europeia (EUFF, na sigla inglesa) abre com o documentário polaco «Life Feels Good», do realizador Maciej Pieprzyca, e encerra com o filme italiano «A Grande Beleza», de Paolo Sorrentino, vencedor do Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro.

«Um Fim do Mundo» é uma ficção rodada no bairro social bairro Bela Vista, em Setúbal, acompanhando um dia na vida de um grupo de adolescentes, no começo das férias de verão.

O filme tem «uma disposição ficcional», mas tem latente um traço documental, porque o realizador pediu aos atores para «não serem outra coisa do que aquilo que realmente são», disse Pedro Pinho à agência Lusa, em abril passado, quando o filme passou no festival IndieLisboa.

«Um Fim do Mundo» já foi exibido noutros festivais internacionais, como os de Berlim, Rio de Janeiro e Moscovo.



Entre os 16 filmes europeus que serão apresentados no festival em Hong Kong está também «Comboio Noturno Para Lisboa», uma coprodução entre a Suíça, Alemanha e Portugal, dirigida por Bille August e protagonizada por Jeremy Irons, com atores portugueses.

«Comboio Noturno Para Lisboa» é a adaptação para cinema do romance de Pascal Mercier e foi exibido em antestreia mundial, no festival de Berlim, em fevereiro de 2013.

Rodado em Portugal, o filme falado em inglês conta a história de um professor que, numa sucessão de acasos, ruma a Lisboa para seguir o percurso de Amadeu de Prado, um médico e poeta que lutou contra a ditadura do Estado Novo, facto que acabará por influenciar o modo como encara a vida.

O cartaz do Festival de Cinema da União Europeia em Hong Kong completa-se com os filmes «The Wall» (Áustria), «Le Monde Nous Appartient» (Bélgica), «Perfect Days» (República Checa), «Village People» (Finlândia), «Les Garçons et Guillaume, à Table!» (França), «Stopped On Track» (Alemanha), «J.A.C.E.» (Grécia), «Cool Kids Don't Cry» (Holanda), «Domestic» (Roménia), «15 Años y un Día» (Espanha), «Cockpit» (Suécia), e «The Selfish Giant» (Reino Unido).

Em comunicado, a representação da UE para Hong Kong e Macau explicou que os temas dos 16 filmes vão desde a doença à homossexualidade, juventude, fetichismo e família, e que cada filme é escolhido pela sua representatividade e controvérsia, sendo reflexo da cultura local.