O filme «Florbela», de Vicente Alves do Ó, representará Portugal no 6º Festival de Cinema da União Europeia na China, que decorrerá em novembro em três cidades chinesas.

Vinte e dois filmes de outros tantos países, todos produções recentes e com legendas em chinês, serão exibidos durante o certame, mostrando «a grande diversidade cultural da União Europeia», anunciou a Delegação da União Europeia na China.

O festival começa no dia 1 de novembro em Pequim, com o filme irlandês «Pilgrim Hill», do realizador Gerard Barrett, que estará presente na sessão inaugural, e prossegue até ao final do mês, em diversas salas da cidade.

Além da capital, o festival será apresentado em Chengdu, capital da província de Sichuan, no sudoeste da China, e em Shenzhen, a mais próspera Zona Económica Especial do país, adjacente a Hong Kong.

«Florbela», com Dalila Carmo no principal papel, foi distinguido no início de outubro com seis prémios da Academia Portuguesa de Cinema, entre os quais Melhor Atriz e Melhor Realizador.

O filme apresenta-se como «um retrato íntimo» da poetisa Florbela Espanca (1894-1930), «num Portugal atordoado pelo fim da I Republica» (década de 1920).

É a segunda longa-metragem de Vicente Alves do Ó, realizador e argumentista nascido em 1972.