A longa-metragem «The Broken Circle Breakdown», do belga Felix van Groeningen, recebeu cinco nomeações para os Prémios Europeus de Cinema, incluindo Melhor Filme, Melhor Realizador, e Melhor Argumento, escreve a agência Lusa.

De acordo com o site da Academia Europeia de Cinema - em www.europeanfilmacademy.org - o filme de Felix van Groeningen está ainda nomeado nos prémios para Melhor Atriz e Melhor Ator.

Os cerca de 2900 membros da Academia vão escolher os vencedores até 7 de dezembro, data em que serão anunciados numa cerimónia em Berlim, na Alemanha.

Entre os 15 nomeados na categoria de curta-metragem está o filme português «As Ondas», de Miguel Fonseca, distinguido há um ano no Festival de Cinema de Ghent, na Bélgica.

Esta é a terceira curta-metragem de Miguel Fonseca, de 40 anos, com a narrativa a focar-se em duas gémeas - papéis assumidos por Andreia e Alice Contreiras - e na ida rotineira à praia. Uma fica em terra, por problemas de saúde, e a outra ruma ao mar, para surfar.

Produzido pela O Som e a Fúria, «As Ondas» - que sucede a «Alpha» (2008) e «I Know You Can Hear Me» (2010) - já foi exibido em cerca de vinte festivais.

«Morning» (da realizadora Cathy Brady), «Mystery» (Chema Garcia Ibarra), «Nuclear Waste» (Myroslav Slaboshpytskiy) e «Orbit Ever After» (Jamie Stone) também estão entre os 15 nomeados para o prémio de Melhor Curta-Metragem.

Na lista de nomeações para Melhor Filme Europeu, além de «The Broken Circle Breakdown», de Felix van Groeningen (Bélgica), estão «The Best Offer», de Giuseppe Tornatore (Itália), estreado em Portugal com o título «A Melhor Oferta», «Blancanieves», de Pablo Berger (Espanha), em Portugal com o título «Branca de Neve», «La Grande Bellezza», de Paolo Sorentino (Itália), «Oh Boy!», de Jan Ole Gerster (Alemanha), e «La Vie d'Adèle: Chapitres 1 et 2», de Abdellatif Kechiche (França), em Portugal sob o título «A Vida de Adèle: Capítulos 1 e 2».

Na categoria de Melhor Realizador, estão ainda Pablo Berger («Branca de Neve»), Abdellatif Kechiche («A Vida de Adèle...»), François Ozon (por «Dans la Maison», estreado em Portugal com o título «Dentro de Casa»), Paolo Sorrentino («La Grande Bellezza») e Giuseppe Tornatore («A Melhor Oferta»).

Na categoria de Melhor Comédia Europeia foram nomeados «Los Amantes Pasajeros» («Os Amantes Passageiros»), de Pedro Almodóvar (Espanha), «Benvenuto Presidente!», de Riccardo Milani (Itália), «Love Is All You Need», de Susanne Bier (Dinamarca), «The Priest's Children», de Vinko Bresan (Croácia, Sérvia).

Quanto à categoria de Melhor Atriz, estão nomeadas Keira Knightley ("Anna Karenina"), Veerle Baetens ("The Broken Circle Breakdwon"), Barbara Sukowa ("Hannah Arendt"), Naomi Watts ("O Impossível") e Luminita Gheorghiu ("Child's Pose").

Para Melhor Ator os nomeados são Jude Law («Anna Karenina»), Johan Heldenbergh («The Broken Circle Breakdwon»), Fabrice Luchini («Dentro de Casa»), Toni Servillo («La Grande Bellezza») e Tom Schilling («Oh Boy!»).

Para Melhor Argumentista, além de Carl Joos e Felix van Groeningen por «The Broken Circle Breakdwon», também estão nomeados Tom Stoppard («Anna Karenina»), Giuseppe Tornatore, («A Melhor Oferta»), François Ozon («Dentro de Casa») e Paolo Sorrentino e Umberto Contarello («La Grande Bellezza»).

Para o Prémio Descoberta - FIPRESCI a escolha vai ser feita entre «Call Girl» (realizador Mikael Marcimain), «Eat Sleep Die» (Gabriela Pichler), «Miele» (Valeria Golino), «Oh Boy!» (Jan Ole Gerster) e «The Plague» (Neus Ballus).

O prémio de Melhor Documentário Europeu tem, como nomeados, «The Act of Killing» (de Joshua Oppenheimer), «The Missing Image» (Rithy Panh), «Stop-Over» (Kaveh Bakhtiari) e, para Animação, «The Congress» (Ari Folman), «Jasmine» (Alain Ughetto) e «Pinocchio» (Enzo d¿Aio).