O número de espetadores nas salas de cinema registou uma quebra de 12,7%, em julho, em relação ao mesmo mês de 2013, revelou esta terça-feira o Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA).

De acordo com os dados mensais do ICA, em julho registaram-se 951.956 espetadores nas salas, menos 138.437 do que em julho de 2013, com uma receita bruta de bilheteira de 4,9 milhões de euros, menos 825 mil euros do que no período homólogo do ano passado.

Desde abril, cuja subida homóloga a 2013 constituiu uma exceção no primeiro semestre, regista-se uma tendência de queda consecutiva nas estatísticas relativas à exibição de cinema comercial em Portugal.

Segundo o ICA, «entre janeiro e julho de 2014, e face ao período homólogo do ano anterior, registou-se uma descida na receita bruta e no número de espectadores nas salas de cinema em Portugal de 3,7%».

Assim, de janeiro a julho de 2014, totalizaram-se 6,4 milhões de espetadores e 33,4 milhões de euros de receita de bilheteira. No mesmo período de 2013, tinham sido 6,6 milhões de espetadores e 34,7 milhões de euros de receita.

Dos filmes portugueses ou com produção portuguesa estreados este ano, o mais visto foi «Sei lá», de Joaquim Leitão, com 61.730 espetadores.

De todos os filmes estreados em salas nacionais, o mais visto foi «Rio 2», de Carlos Saldanha, com 265.688 espetadores.

A Nos Lusomundo Audiovisuais lidera na distribuição, com receitas de 20 milhões de euros, assim como na exibição, com 3,8 milhões de euros de receita, nos primeiros sete meses do ano.