O 29º Fantasporto termina sábado com a Sessão de Encerramento e Entrega de Prémios, que antecede a exibição de «Adam Ressurrected», o último filme de Paul Schrader, que está no Porto para receber o Prémio Carreira do festival, noticia a agência Lusa.

Argumentista de «Taxi Driver» e «Touro Enraivecido» e realizador de obras fundamentais como «American Gigolo» ou «A Felina», Paul Schrader apresenta neste filme «um desconcertante exercício de memória dos traumas do século XX e do universo conturbado da mente humana».

Jeff Goldblum e Willem Dafoe são os protagonistas de «Adam Resurrected», a estranha história de Adam Stein, um homem que viveu o drama de ser judeu na Alemanha nazi e sobreviveu aos traumas dos campos de concentração.

Homenagens a Fonseca e Costa e Wim Wenders

Além de Paul Schrader, vão receber os Prémios Carreira do Fantasporto 2009 o cineasta Fonseca e Costa, considerado um dos mais prolíferos e bem sucedidos realizadores portugueses, e o alemão Wim Wenders, autor de filmes como «O Amigo Americano», «Paris, Texas», «Asas do Desejo», «Até ao Fim do Mundo» e do argumento de «A Cidade dos Anjos».

O programa do último dia do Fantas 2009 apresenta filmes das mais diversas tendências, origens e durações e inclui a celebração dos 40 anos de «Easy Rider», um dos filmes que marcou a grande viragem do cinema norte-americano na década de 60, em pleno movimento hippie, com a ascensão de filmes independentes de baixo orçamento, em prejuízo das grandes produções.

«Arte de Roubar» em exibição

No programa estão ainda candidatos a Óscares da Academia como «El Greco», uma das escolhas do Fantasporto entre as longas-metragens portuguesas de 2008 («Arte de Roubar», de Leonel Vieira) e «Monsterland», em antestreia mundial, do realizador de culto Jorg Butgereit.

Destaca-se ainda «The Disappeared», do britânico Johnny Kevorkian, que abre a programação do Grande Auditório do Teatro Rivoli, sobre a história de um desaparecimento de um jovem que perturba o Reino Unido, onde cerca de dez mil adolescentes fogem de casa todos os anos, entre os quais muitos desaparecem definitivamente.