O diário de uma jovem norte-americana com 15 anos vai ser a base de um novo filme produzido pela companhia «Dreamworks», de Steven Spielberg.

Segundo o «Sydney Morning Herald», com o acordo conseguido a jovem autora, Maya Van Wagenen, torna-se a pessoa (não-atriz) mais nova a conseguir um contrato com uma companhia cinematográfica.

Maya mudou-se para Brownville, no Estado do Texas, quando tinha 11 anos e sentiu-se rejeitada pela sociedade, principalmente pelos colegas de escola. Então decidiu começar a seguir os conselhos de um livro de 1950, intitulado «Guia do glamour para adolescentes», e contar num diário a sua experiência, que se revelou perfeita para garantir a sua aceitação na escola.

Já este ano, Maya tinha conseguido um acordo de 300 mil dólares para a publicação de dois livros com a empresa «Penguin», e agora chegou a vez de passar as suas palavras para o «grande ecrã».

«Engraçada e sincera, a experiência de Maya leva o leitor para uma viagem e conta uma importante história sobre amizade e autoconfiança que todos os adolescentes, e adultos, devem ler», afirmou Julie Strauss-Gabel, da editora «Penguin».

A história causou a «loucura» entre várias editoras que competiram pelo livro, como afirma Van Wagenen ao «Deadline Hollywood», que conta como Maya encontrou a aceitação «ao aplicar conselhos como: usar sempre luvas brancas, usar pérolas como acessório de moda e nunca esquecer que uma cinta é a melhor amiga da mulher».

Os detalhes do contrato para o filme, como os valores a ele associados, não foram revelados pela «Dreamworks».