A atriz norte-americana, Daniele Watts, que participou no filme «Django Libertado», de Quentin Tarantino, foi confundida com uma prostituta e detida por dois polícias, em plena Hollywood, nos Estados Unidos.

Segundo o jornal britânico «The Independent», Daniele Watts estava com o marido, Brian James Lucas, numa troca de carinhos em público quando dois policias se aproximaram do casal e pediram as suas identificações. Daniele recusou e os agentes algemaram-na e transportaram-na para a esquadra.

Numa publicação na sua página de Facebook, a atriz relata o que aconteceu: «Fui algemada e detida por dois polícias do departamento Studio City depois de me recusar a assumir que tinha tido uma conduta errada por mostrar afeto pelo meu marido, completamente vestida, num local público», escreveu Daniele.

No momento da detenção, a atriz alega que estava encostada a uma árvore a falar com o pai ao telemóvel. «Sabia que não tinha feito nada errado, que não estava a prejudicar ninguém, então fui-me embora», explicou.

Mas, «uns minutos depois, enquanto continuava a falar com o meu pai, fui abordada e algemada por dois agentes da polícia», acrescentou.

Daniele foi encaminhada no carro da polícia até à esquadra. Nas fotografias divulgadas vê-se a atriz a chorar compulsivamente. Na publicação do Facebook, a atriz escreveu ter achado «irónico» que aquilo tenha acontecido num país que se assume como «livre e exemplar». E garante que apesar do incidente continua a sentir-se «livre» e «não será a repressão policial que lhe tirará o sorriso».





O marido, Brian James Lucas, também descreveu no Facebook o que aconteceu. O chefe de cozinha relata como foram «humilhados» pelos agentes. «Pediram-me a identificação. Dei-a porque já tinha passado por situações idênticas. Ela achou que não tinha de o fazer porque não estava a fazer nada errado. Foi algemada, detida e encaminhada para a esquadra», disse.

«A nossa liberdade não existe quando as pessoas podem abusar dos outros sem razão ou só porque pensam que lhes deram algum poder que lhes confere outro estatuto diferente ao nosso», escreveu no Facebook.





Daniele Watts tornou-se célebre em Hollywood depois de participar no filme «Django Libertado», de Tarantino, vencedor de dois Óscares da academia, dois Globos de Ouro e dois BAFTA.