O filme «As Ondas», de Miguel Fonseca, foi selecionado para os prémios da Academia Europeia de Cinema, na categoria de Melhor Curta-Metragem, escreve a agência Lusa.

«As Ondas» integra a lista das 15 curtas-metragens de produção europeia selecionadas para a edição deste ano dos prémios da academia.

O filme, que teve estreia comercial em sala em maio passado, juntamente com outras curtas-metragens nacionais, foi distinguido há um ano no Festival de Cinema de Ghent, na Bélgica.

Esta é a terceira curta-metragem de Miguel Fonseca, de 40 anos, com a narrativa a focar-se em duas gémeas - papéis assumidos por Andreia e Alice Contreiras - e na ida rotineira à praia. Uma fica em terra, por problemas de saúde, e a outra ruma ao mar, para surfar.

Produzido pela O Som e a Fúria, «Ondas», que sucede a «Alpha» (2008) e «I Know You Can Hear Me» (2010), já foi exibido em cerca de vinte festivais.



A organização só anunciará os nomeados nas restantes categorias a 9 de novembro, no festival de cinema de Sevilha, em Espanha, mas já revelou os prémios de carreira, para a atriz francesa Catherine Deneuve e para o realizador espanhol Pedro Almodóvar.

O filme «A Gaiola Dourada», do realizador luso-francês Ruben Alves, e protagonizado por Rita Blanco e Joaquim de Almeida, está nomeado para o Prémio do Público, cuja lista também já foi tornada pública.

A 26ª edição dos prémios anuais da Academia Europeia de Cinema acontecerá a 7 de dezembro, em Berlim.