Clint Eastwood processa empresa de mobiliário

Ator não gostou de ter o seu nome associado a venda de cadeiras

Por: Redação / AC    |   10 de Abril de 2012 às 07:42
Clint Eastwood está a processar uma empresa de mobiliário por esta utilizar o seu nome em vários produtos como, por exemplo, cadeiras e móveis.

Segundo o «The Hollywood Reporter», o ator entregou uma queixa num tribunal de Los Angeles contra a Evofurniture e também o site Inmod, que vende imobiliário.

A empresa descrevia os produtos que estava a vender através de várias referências ao nome e aos filmes de um dos grandes ícones do cinema.

Nas campanhas de publicidade da Evofurniture pode ler-se: «Quando alguém vem a sua casa, o sistema de arrumação Clint 47 vai tornar a sua sala familiar num mundo perfeito de uma autêntica million dolar baby», escrito num comunicado, citado pelo «The Hollywood Reporter».

As estratégias de marketing incluíam também referências aos filmes de género western e à necessidade de uma pessoa precisar de uma confortável cadeira para os ver.

Eastwood decidiu processar a Evofurniture pelo uso indevido do seu nome e pelas referências aos seus filmes, infringindo direitos de autor.
PUB
EM BAIXO: Clinrt Eastwood
Clinrt Eastwood
COMENTÁRIOS

PUB

A quinta especial do Rali de Portugal, correspondente à segunda passagem no troço de Ponte de Lima, prevista para a tarde desta sexta-feira, foi cancelada devido ao incêndio que afeta a região, anunciou hoje a direção da prova. A primeira passagem (PEC2), durante a secção matinal, já tinha sido perturbada por um foco de incêndio que e levou mesmo à neutralização da especial após a passagem de 32 carros, incluindo os WRC, que puderam concluir este troço da quinta prova do Campeonato do Mundo.