«A minha esperança é que este prémio vá levar mais pessoas a ver o filme e a sentir-se inspirada pela mensagem de que os cidadãos comuns, se trabalharem juntos, podem mudar o mundo”», assinala a nota publicada em meios de comunicação russos.

Snowden, que está acusado pela justiça norte-americana por espionagem, reconheceu que quando Poitras lhe pediu permissão para gravar as suas reuniões se mostrou «muito reticente».