Não foi necessário juntar as sete esferas do dragão para que o pedido de milhares de fãs espalhados pelo mundo fosse atendido. Depois de um intervalo de 18 anos, a série animada "Dragon Ball" volta à televisão com novos episódios. A confirmação foi dada pela Toei Animation, produtora oficial do Dragon Ball, acrescentando que a nova série, intitulada "Dragon Ball Super", vai começar algures onde o "Dragon Ball Z" acabou.

“Reunindo os personagens mais icónicos da franchise, Dragon Ball Super começa no rescaldo da feroz batalha com o Majin Buu, enquanto ele [Son Goku, o protagonista da série japonesa] tenta manter a frágil paz do planeta Terra,” lê-se no comunicado que relata também o regresso de Akira Toriyama, criador original da série.

“O Sr. Toryiama desenvolveu um enredo que não é apenas um sonho tornado real para milhões de fãs do Dragon Ball, mas também é um sonho que irá afetar uma nova geração de espectadores,” celebra Osamu Nozaki, produtor da Fuji TV, que vai transmitir a nova série de Dragon Ball em julho deste ano.

O regresso de Akira Toriyama é muito significativo para os fãs da popular série japonesa, já que não participava diretamente desde "Dragon Ball Z". Aliás, a série "Dragon Ball GT" não é considerada oficial por esse motivo. Portanto, "Dragon Ball Super" será considerado “oficial”.