Os filmes portugueses «O primeiro verão», de Adriano Mendes, e «Pecado fatal», de Luís Diogo, foram premiados em Roma, no Festival Overlook, com Prémio de Melhor Filme e Melhor Contributo musical, divulgou esta terça-feira o Instituto do Cinema e Audiovisual.

A longa-metragem de Adriano Mendes, a primeira dirigida pelo realizador, ganhou o Prémio de Melhor Filme, depois de já ter sido considerada a Melhor Longa-metragem Portuguesa, no Festival IndieLisboa, no passado mês de maio, certame onde também recebeu o prémio de Melhor Filme da Secção Novíssimos.

«O primeiro verão», de acordo com a sinopse, «tem o tempo de umas férias de Verão passadas em trabalhos temporários, aulas de condução, passeios no rio e amores ingénuos».

Centrado em dois jovens, interpretados por Anabela Caetano e o próprio Adriano Mendes, o filme aborda «o primeiro Verão, aquele que faz tomar as primeiras decisões, que dá tempo para sentir as coisas» à maneira de cada um, «sem pressa», afirma a apresentação da obra.

A longa-metragem de Adriano Mendes também recebeu os prémios Melhor Filme e Revelação dos Caminhos do Cinema Português, no passado mês de novembro, em Coimbra, e foi já exibido na seleção oficial dos festivais de Xangai, Bombaim, Moscovo e de Bogotá.

A banda sonora de «Pecado Fatal», de Luís Diogo, assinada por DJWild e Daniela Galbin, recebeu uma Menção de Melhor Contributo Técnico-Artístico, na competição do Festival Overlook 2014- CinemAvvenire, dedicado a novos cineastas.

Este ano, o filme de Luís Diogo já foi premiado, como melhor filme, nos festivais de cinema de Opuzen, na Croácia, de São Tomé e Príncipe e de Cabo Verde.

«Pecado Fatal» foi também distinguido no Festival Internacional de Cinema do Canadá com um prémio de excelência, na categoria de melhor filme estrangeiro, no passado mês de fevereiro.

«Pecado Fatal» é primeira longa-metragem de Luís Diogo, argumentista de «A Bomba», de Leonel Vieira, e de «Gelo», de Luís Galvão Teles. O filme foi produzido em parceria com o Cine-Clube de Avanca e a Filmógrafo e teve estreia portuguesa no Fantasporto, antes da apresentação nas salas, em abril.