Kirk Douglas vai voltar a representar quando esta sexta-feira subir ao palco para estrear o monólgo «Before I Forget» («Antes que Esqueça») escrito pelo actor de 92 anos depois da embolia que sofreu em 1996.

«Tenho 92 anos. Sou um actor. Não posso falar muito por causa do defeito de fala [causado pela embolia]. Que faço? Faço um show de uma pessoa só», afirmou Douglas em entrevista ao jornal «Los Angeles Times».

«Before I Forget» é um monólogo de 90 minutos em que o actor de clássicos como «Spartacus», «Cativos do Mal» ou «Sede de Viver» faz uma retrospectiva de vida. O monólogo é visto como uma catarse depois de, no seu livro de 2003, «My Stroke of Luck», ter confessado que pensou em suicidar-se.

«Quanto sofri a embolia vi as coisas de maneira diferente. Portanto, o espectáculo é sobre como vejo as coisas agora e, claro, o que me aconteceu e como me afectou, tanto para o bem como para o mal. Todos têm de fazer um retrospectiva nalgum momento da vida. Eu tenho uma vida interessante e compilei-a para dar-lhe sentido», contou Douglas.

As quatro representações de «Before I Forget» que vão acontecer no Teatro Kirk Douglas, em Culver City, na Califórnia, esgotaram assim que os bilhetes foram postos à venda.