Os americanos preferem a ficção à vida real. Segundo uma sondagem realizada entre 5 e 19 de março pela Reuters, 54 por cento dos americanos tem uma opinião desfavorável sobre Barack Obama, caracterizado como um presidente descontraído e cauteloso. Em contrapartida, várias personagens do «pequeno ecrã» conseguiram melhores pontuações.

O Presidente David Palmer, personagem da série  «24», interpretada por  Dennis Haysbert, conseguiu 89 pontos percentuais favoráveis entre os fãs da série da Fox.

Martin Sheen, um ator americano acarinhado pelos democratas, que desempenhou o papel de presidente dos Estados Unidos, na série  «The West Wing», foi avaliado favoravelmente pelos telespectadores da NBC, conseguindo uma pontuação de 82 por cento.

Quanto à presidente de «Battlestar Galactica», Laura Roslin, interpretada por Mary McDonnell, atingiu uma classificação de 78 por cento entre os fãs da série, onde a personagem luta por encontrar a terra e escapar de «Cylos».

«Praticamente metade do país vai estar contra si só porque é assim que se alinham Republicanos e Democratas», afirmou o historiador e autor de «What Jefferson Read, Ike Watched and Obama Tweeted», Tevi Troy, chamado a comentar o estudo. 

O historiador considera que o facto de os americanos estarem fortemente divididos nas duas correntes partidárias, torna improvável que qualquer presidente na vida real consiga alcançar elevados índices de popularidade. 

A única exceção foi o republicano Ronald Reagan, que, antes de ingressar na vida política e ser presidente, foi ator.

A pesquisa verificou ainda que 60 por cento dos espectadores que assistiram ao drama do canal ABC «Scandal», deram uma opinião favorável a Fitzgerald Grant, o presidente «mulherengo» interpretado por Tony Goldwyn. Até o presidente Underwood, desempenhado por Kevin Spacey na série «House of Cards», que mata um jornalista na linha de comboio, conseguiu vencer Obama.

No entanto, há um presidente a quem Obama ganha aos olhos dos americanos: é mais popular do que o Presidente Vladimir Putin. De acordo com a pesquisa realizada pela Reuters, apenas 24  por cento dos americanos têm uma opinião favorável em relação a Putin.