Na mais recente partida pregada por Sacha Baron Cohen, o ator inglês decidiu assustar a plateia da gala dos BAFTA Britannia Awards, realizada no passado sábado.

Ao subir a palco para receber o prémio Charlie Chaplin, pela excelência em comédia, o ator acabou por derrubar uma suposta idosa, apresentada como uma antiga atriz infantil do cinema mudo que teria contracenado com o próprio Charlot, nos anos 1930.

Tudo não passou de um embuste, e a atriz preparada para a «cena» não se magoou. Os ilustres convidados na plateia, incluindo várias estrelas de Hollywood, é que não se livraram de um valente susto.

Sacha Baron Cohen tem feito carreira com várias personagens satíricas em filmes como «Borat» e «Brüno». Noutra das suas famosas partidas, à entrada da cerimónia dos Óscares, em 2012, «atacou» o apresentador televisivo Ryan Seacrest com aquelas que dizia serem as cinzas do falecido Kim Jong-il.



Os BAFTA Britannia Awards foram criados em 1989 com o objetivo de aproximar as indústrias cinematográficas do Reino Unido e dos EUA.

Nesta última edição foram distinguidos, para além de Baron Cohen, os atores George Clooney, Ben Kingsley e Benedict Cumberbatch, e a realizadora Kathryn Bigelow.