Filme de Miguel Gomes leva «baleia» à praia da Barra

Elemento cénico «estava tão bem feito que parecia uma baleia a sério»

Por: Redação / CP    |   3 de Janeiro de 2014 às 16:22
As atenções na praia da Barra, Ílhavo, centram-se esta sexta-feira numa baleia que parecia real mas que não passava de uma réplica em esferovite, construída para rodar uma cena do filme «As mil e uma noites», de Miguel Gomes.

A réplica da baleia, com mais de dez metros de comprimento, foi colocada esta manhã no areal a poucos metros da zona de rebentação do mar.

Em declarações à Lusa, o comandante da Capitania do Porto de Aveiro, Luciano Oliveira, disse que o elemento cénico do filme «estava tão bem feito que parecia uma baleia a sério».

«Quem não sabia e chegava à praia e via aquele aparato todo acreditava que era uma baleia real», afirmou o mesmo responsável.

O novo filme de Miguel Gomes inspira-se na estrutura de «As mil e uma noites» para abordar «histórias que partem da realidade de um desgraçado país, Portugal», segundo a apresentação feita no passado mês de setembro, em Lisboa.

A obra procura, em simultâneo, fazer «uma crónica de Portugal», «num momento em que o país está sujeito aos efeitos da austeridade, criados pelo programa de assistência financeira da troika», combinando «ficção e retrato social, tapetes voadores e greves».

O calendário de produção desta longa-metragem, incluindo a rodagem, vai até ao final do verão de 2014, estimando-se que a pós-produção decorra até fevereiro de 2015.

Coproduzido por Portugal, França e Alemanha, o orçamento do filme é garantido em mais de 80% por Portugal (1,240 milhões de euros) e França (1,135 milhões), sendo a participação alemã de cerca de 394 mil euros.

Nascido em Lisboa, em 1972, Miguel Gomes é autor ainda das longas-metragens «Tabu», premiado em vários festivais de cinema, nomeadamente na Alemanha, Espanha, Bélgica e Croácia, «Querido Mês de Agosto» e «A cara que mereces».
PUB
EM BAIXO: Filme de Miguel Gomes leva «baleia» à praia da Barra [Créditos: «O Som e a Fúria»]
Filme de Miguel Gomes leva «baleia» à praia da Barra [Créditos: «O Som e a Fúria»]
COMENTÁRIOS

PUB
Grécia: o dia que pode decidir o futuro do projeto europeu

Cerca de 10 milhões de gregos decidem hoje se aceitam ou não as propostas apresentadas pelos credores há mais de uma semana, através de um referendo convocado por Alexis Tsipras. As urnas fecham às 19:00 (17:00 em Lisboa). O caos estendeu-se às sondagens que, espelhando um país dividido, não deixam antecipar nenhum resultado. O boletim tem apenas duas respostas, "Sim" ou "Não", mas o que vai acontecer à Grécia depois do dia de hoje conduz-nos a múltiplos cenários