O júri do Cinanima - Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho atribuiu o Grande Prémio a «Plug & Play», do realizador suíço Michael Frei, escreve a agência Lusa.

A 37ª edição do certame dedicado ao cinema de animação, que abriu em Espinho no dia 11 de novembro e encerrou no domingo, atribuiu ainda o Prémio Especial do Júri a «It's Such a Beautiful Day» («Que Dia Lindo»), de Don Hertzfeldt (EUA).





Na competição internacional, o Prémio Alves Costa atribuído curta-metragem até cinco minutos foi para «Baths» («Banhos»), de Tomek Duckie (Polónia), e o Prémio Gaston Roch/Melhor filme de fim de estudos e/ou escola, foi entregue a «Hearth» («Lar»), de Bálint (Hungria).

Foram ainda entregues duas menções honrosas a «Astigmatismo», de Nicolai Troshinsky (Espanha), e a «Golden Boy» («Menino de Ouro») de Ludovic Versace (França).

O Prémio Melhor Curta-Metragem de mais de cinco minutos e até 24 minutos foi atribuído a «Ziegenort», de Tomasz Popakul (Polónia), enquanto o Prémio José Abel foi para «Boles», de Spela Cadez (Eslovénia).

O Prémio de Melhor Banda Original foi para «My Mum Is An Airplane» («A Minha Mãe é um Avião»), de Yulia Aronova (Rússia), e uma Menção Honrosa para «Antigamente Tudo Era Diferente», feito por alunos das escolas locais das freguesias rurais de Montemor-o-Novo, sob a orientação de Joana Torgal e Rodolfo Pimenta.

Na competição nacional, o Prémio Jovem Cineasta Português para maiores de 18 anos foi para «Três Semanas em Dezembro», de Laura Gonçalves, e, para menores de 18 anos, atribuído a «Brincar», feito por crianças e jovens de Guimarães, sob a orientação de Joana Torgal e Rodolfo Pimenta.

Foi ainda entregue uma Menção Honrosa a «Dona Fúnfia», de Margarida Madeira.

Ainda na competição nacional, o Prémio António Gaio foi atribuído a «Ana - A Palíndrome», de Joana Toste, e ainda uma Menção Honrosa para «Carrotrope», de Paulo D'Alva.

Os Prémios de Divulgação Sereia Animada foram atribuídos aos filmes «Gérnika», de Álgel Sangimas (Espanha), «Winter and Lizard» («O Inverno e o Lagarto»), de Julia Gromskaya (Itália), «Snow» («Neve»), de Ivana Sebestova (Eslováquia), «Sea of Letters» («Cartas ao Mar»), de Julien Telle e Renaud Perrin (Espanha), «Méandres» («Meandros»), de Florence Millailhe, Elodie Bouedec, Mathilde Philippon-Aginski (França), e «One Love» («Um Amor») de Mariya Stepanova (Rússia).

O Prémio do Público foi atribuído a «The Apostole» («O Apóstolo»), de Fernando Cortizo Rodriguez (Espanha).

O júri da 37ª edição do Cinanima foi constituído por João Lopes (presidente), Olivier Cotte, Andrea Martignoni, Jochen Kuhn e Paul Bush.