O Presidente da República reconheceu esta quarta-feira que o mar ainda não desempenha um papel chave na economia portuguesa, mas sublinhou que o país está agora a reformular a ligação aos oceanos e tem "muitas boas razões para o fazer".

"O mar ainda não alcançou uma posição de relevo na nossa economia e nas nossas vidas quotidianas", afirmou o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, perante os participantes da Cimeira Mundial dos Oceanos 2015, organizada pelo grupo The Economist, que recebeu ao final da tarde na Cidadela de Cascais.

Sublinhando que Portugal está neste momento a reformular as suas fortes ligações ao mar, Cavaco Silva lembrou que a globalização trouxe alterações a nível dos transportes marítimos e dos portos.