O BE considerou este domingo que a eleição de apenas uma eurodeputada não foi o resultado por que o partido lutou, defendendo que «todos os partidos retiram consequências políticas de todos os resultados» e que o Bloco vai refletir.

No quartel-general para a noite eleitoral, a coordenadora do BE, Catarina Martins, defendeu que a reeleição apenas de Marisa Matias enche o partido de «orgulho» mas não é o resultado para o qual o Bloco lutou e que desejava obter.

Questionada pelos jornalistas, Catarina Martins afirmou que o BE precisa de refletir sobre os resultados destas eleições, quer a nível nacional, quer nível europeu, garantindo que o partido o vai fazer e que já tem reuniões agendadas para esse debate, defendendo que «todos os partidos retiram consequências políticas de todos os resultados».

De acordo com os resultados apurados até agora, o BE elegeu apenas um eurodeputado, depois de em 2009 ter sido a terceira força política mais votada.