Portugal é um país de contrastes em muitos aspetos, e o mesmo se passa na abordagem noticiosa. Por um lado temos Amadeo de Souza Cardoso, com a inauguração de uma grande exposição retrospetiva em Paris. Do outro, os protestos dos suinicultores portugueses, que se sentem cada vez mais ignorados pelo poder e incapazes de escoar a sua produção.

Amadeo é considerado um dos mais importantes artistas portugueses do século XX, e um dos poucos que é reconhecido a nível internacional. Por isso, não é de estranhar que seja Paris a receber a grande retrospetiva do pintor, com mais de 200 obras e até uma colagem inédita.

Mas o interesse dos franceses, a presença do primeiro-ministro, António Costa, de numerosas figuras públicas portuguesas e a exposição marcar os 50 anos da delegação em Paris da Fundação Gulbenkian não chegou para que o facto tivesse destaque nos media nacionais.

Nas estradas portuguesas, os suinicultores continuaram os protestos das últimas semanas. O setor está em crise, a produção nacional é preterida à estrangeira e a situação só se tem vindo a agravar. A concentração em Rio Maior, o corte da Estrada Nacional 1, o confronto com as forças policiais ou o pedido de demissão do ministro da Agricultura não chegaram para que o tema fosse destacado nos media.

Os suinicultores já prometeram que vão continuar os protestos mas, para já, não houve grande eco das dificuldades e desespero de milhares de produtores, famílias e empregados de um setor fundamental da produção agropecuária nacional.

Ignoram-se as pérolas da cultura portuguesa, da mesma forma como se esquece quem todos os dias tenta fazer dos porcos o seu negócio e continuar a produzir em Portugal.

Ficha técnica

O Barómetro de Notícias é desenvolvido pelo Laboratório de Ciências de Comunicação do ISCTE-IUL como produto do Projeto Jornalismo e Sociedade e em associação com o Observatório Europeu de Jornalismo. É coordenado por Gustavo Cardoso, Décio Telo, Miguel Crespo e Ana Pinto Martinho. A codificação das notícias é realizada por Rute Oliveira, João Lotra e Sofia Barrocas. Apoios: IPPS-IUL, Jornalismo@ISCTE-IUL, e-TELENEWS MediaMonitor / Marktest 2015, fundações Gulbenkian, FLAD e EDP, Mestrado Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação, LUSA e OberCom.

Análise de conteúdo realizada a partir de uma amostra semanal de 414 notícias destacadas diariamente em 16 órgãos de comunicação social generalistas. São analisadas as 3 notícias mais destacadas nas primeiras páginas da Imprensa (CM, PÚBLICO, JN, DN e Jornal i), as 5 primeiras notícias nos noticiários da TSF, RR e Antena 1 das 8 horas, as 5 primeiras notícias nos jornais televisivos das 20 horas (RTP1, SIC e TVI) e as 3 notícias mais destaques nas páginas online de 5 órgãos de comunicação social generalistas selecionados com base nas audiências de Internet e diversidade editorial (amostra revista anualmente). Em 2016 fazem parte da amostra as páginas de Internet do PÚBLICO, Expresso, SOL, TVI24 e SIC Notícias.