O banco britânico HSBC vai aumentar o capital em 14,1 mil milhões de euros (12,5 mil milhões de libras), depois de ter registado uma queda nos lucros de 70 por cento em 2008.

Este aumento de capital do que é considerado o maior banco europeu em valor de mercado é o mais volumoso de sempre no Reino Unido, escreve a Lusa.

O HSBC anunciou também o encerramento da actividade de empréstimos ao consumo nos Estados Unidos pelas marcas HFC e Beneficial, e o fecho da maioria da rede destas duas marcas, o que representará a supressão de 6.100 empregos nos EUA.

O banco indicou que os seus encargos com a depreciação de empréstimos e outras operações de crédito se elevaram a 24,937 mil milhões de dólares em 2008, um aumento de 7,695 mil milhões de dólares em relação a 2007.

Banca cometeu «vários erros»

«2008 foi o ano mais extraordinário em quase meio século para a economia mundial e a indústria financeira», afirmou o presidente do banco, Stephen Green.

«O sector bancário cometeu vários erros», reconheceu. «É importante lembrar que numerosos banqueiros tiveram como preocupação diária fornecer melhores serviços aos seus clientes, mas devemos também reconhecer que um número demasiado grande de actores do sector prejudicaram profundamente a sua reputação», disse ainda Stephen Green.

Em particular, «muitos venderam produtos inadaptados de forma inadaptada, as políticas de remuneração escaparam a todo o controlo e medidas de incitamento perniciosas levaram a práticas perigosas», admitiu.

«O sector deve regressar a práticas correctas e adequadas no exercício das suas actividades», considerou.