A supermodelo Janice Dickinson é a mais recente mulher a acusar o lendário comediante norte-americano Bill Cosby de a ter drogado e, seguidamente, violado. Proclamada como a primeiro supermodelo do mundo, Dickinson, atualmente com 59 anos, é já a terceira alegada vítima dos comportamentos predatórios de Cosby, de 77 anos.
 
De acordo com o jornal britânico «The Independent», a modelo e apresentadora de televisão contou no programa «Entertainment Tonight», emitido na noite de terça-feira, nos EUA, que a agressão sexual ocorreu no Lago Tahoe, na Califórnia, em 1982, altura em que os dois se reuniram para discutir pormenores sobre a participação de Dickinson no «The Cosby Show».


 
Janice Dickinson recorda que perdeu os sentidos depois de o comediante lhe ter oferecido um copo de vinho e um comprimido para atenuar as dores menstruais que a modelo estava a sentir.
 

A última coisa de que se lembra, refere, foi ver «Bill Cosby de robe, a despir-me e a subir para cima de mim. Recordo-me ainda de sentir muitas dores». «Quando acordei na manhã seguinte, estava despida e lembrava-me de ter perdido os sentidos e de ter sido violentada por aquele homem», acrescenta.


Janice Dickinson, ex-júri no concurso «America’s Next Top Model», contou no mesmo programa que já tinha escrito, em 2002, sobre o alegado ataque sexual, aquando da publicação da biografia «No Lifeguard on Duty: The Accidental Life of the World’s First Supermodel». Mas a modelo acrescentou que foi forçada a remover o texto pelos advogados do comediante.
 
Netflix adia especial de Bill Cosby 
 
A Netflix anunciou entretanto que vai adiar a estreia de um especial de Bill Cosby. De acordo com um comunicado publicado no site da revista «People», a decisão do serviço de vídeos pela Internet foi tomada depois das acusações recentes contra o comediante de que violou várias mulheres ao longo dos anos.
 
«Para já, decidimos adiar o lançamento do novo especial de comédia stand-up "Bill Cosby 77"», refere o comunicado. Gravada em julho para comemorar os 77 anos do comediante, a série deveria ser lançada no dia 27 de novembro.

Bill Cosby também viu canceladas duas aparições nos talk-shows americanos «The Late Show With David Letterman» e «The Queen Latifah Show».
 
O advogado de Bill Cosby afirmou no domingo que o comediante não vai responder a acusações «duvidosas, de uma década atrás» de suposto abuso sexual.