A Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM) considerou esta quarta-feira equilibrada, tanto na extensão como na cobertura do programa, a prova final do 4.º ano, realizada esta manhã por milhares de alunos em Portugal.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da SPM, Miguel Abreu, advertiu, no entanto, que não basta ter positiva para o aluno estar preparado.

«É uma prova equilibrada também ao nível do grau de dificuldade, tendo perguntas mais fáceis e outras um pouco mais difíceis», disse Miguel Abreu, considerando a prova adequada ao final do 1.ª Ciclo.

Miguel Abreu chamou, no entanto, a atenção para o facto de não ser suficiente ter positiva na prova para um aluno estar preparado para evoluir na aprendizagem de uma forma segura.

«No ano passado, a prova teve uma média positiva (57 por cento). Apesar disso, um terço dos alunos teve nota negativa. Sendo uma prova do 1.º Ciclo e que tudo o que se aprende em Matemática é fundamental e estruturante para os ciclos seguintes, é muito importante ter consciência de que um aluno só está efetivamente preparado para o 2.º Ciclo com um nível 4 (Bom) ou até 5 numa prova deste tipo», defendeu.

A prova realizada esta quarta-feira de manhã conta 30 por cento para a nota final do aluno, à semelhança das restantes provas e exames. Os resultados são afixados a 12 de junho.