A polícia da Califórnia, nos Estados Unidos, não ganhou para o susto quando resolveu investigar um estranho e intenso cheiro proveniente de uma casa em Santa Ana.

É que no interior da habitação, propriedade de um professor primário, estavam centenas de cobras e roedores, alguns mantidos em condições muito deficientes.

O docente, que foi detido e acusado de crueldade animal, garante que apenas quis reproduzir algumas espécies mas que a situação ficou fora de controlo.

No interior da casa estavam pelo menos 500 cobras, umas vivas, mas a maioria morta, para além de alguns roedores que terão servido de alimento.

As cobras estavam circunscritas a divisões e o exterior da habitação também não denunciava o que se passava no interior. Apenas o cheiro e a presença de muitos ratos fizeram os vizinhos dar o alarme.