Na China, um individuo que roubou um iPhone enquanto partilhava um táxi com outra pessoa, deu-se ao trabalho de escrever toda a lista de contatos gravada no telemóvel. A carta de quase 11 páginas foi escrita à mão e enviada para a morada da vítima do furto, relata a agência Xinhua.

O iPhone roubado tinha cerca de mil contatos gravados na memória do telemóvel e o proprietário Zou Bin não tinha nenhuma cópia. Zou Bin estava mais preocupado com a perda dos números do que propriamente com o telemóvel.

Convencido de ter sido roubado enquanto partilhava um táxi, Zou decidiu ameaçar o ladrão com mensagens.

«Eu sei que foi o senhor que me roubou o telemóvel.Repare bem na minha lista de contatos e veja com quem está a lidar. Se for minimamente inteligente, devolva-me o telemóvel para a seguinte morada», escreveu.

Acredita-se que o bar em que Zou Bin trabalha, esteja associado a grupos criminosos.

Poucos dias depois, a vítima recebeu uma encomenda com o cartão sim do telemóvel e uma carta de 11 páginas com todos os contatos que estavam no telemóvel.

«Nem queria acreditar, ele deve ter perdido muito tempo para escrever um por um os meus mil contatos», revelou Zou Bin à agência Xinhua.

O roubo terá ocorrido no início de novembro, perto de Hunan, na China.