Rihann Burnie de 21 anos, esfaqueou o namorado por ele não lhe ter ligado de duas em duas horas enquanto estava fora de casa.

A jovem britânica não terá aguentado os ciúmes, acabando por bater no namorado antes de esfaqueá-lo no ombro.

As investigações revelaram ainda que a arguida terá acendido um cigarro logo após o crime como se nada tivesse acontecido.

Quando chegou ao local, a equipa médica nunca pensou que a vítima poderia ainda estar viva, devido a quantidade de sangue perdida. Mas Shane McMullen conseguiu sobreviver.

O jovem de 23 acabou no entanto por sofrer perda de memória e receia ser novamente esfaqueado.

Na origem da discussão estará a despedida de solteiro a qual Shane decidiu ir, deixando Rihann em casa com a filha de dois anos.

Mas este não terá sido os primeiros atos de violência doméstica. De acordo com o que foi apurado pelo tribunal, a arguida já teria ameaçado várias vezes o namorado com uma faca.

Burnie garante que nunca quis matar o namorado.

O tribunal de Burnley, na Inglaterra, terá agora de realizar exames psicológicos à arguida.