Um padre de Kentucky, nos EUA, que fez parte do elenco de um reality show sobre encantamento de serpentes, numa igreja, morreu após ter sido mordido precisamente por uma cobra, noticia a CNN.

Segunda as autoridades de Middleborough, Jamie Coots morreu no sábado, depois de se ter recusado a receber tratamento. No programa «Snake Salvation», o padre crente afirmou que enquanto tocado por Deus, o veneno da cobra não o iria prejudicar, referindo-se uma passagem da Bíblia, que era a principal convicção da fé que professava.

Apesar de ter perdido parte de um dedo e ter visto outros morrerem de mordidas, o pastor nunca abandonou o perigo de lidar com cobras venenosas e a fé.

No domingo, a porta-voz da National Geographic, Stephanie Montgomey em declarações à CNN explicava que «para o pastor os riscos valeriam sempre a pena, tanto para ele como para os seus fiéis e era uma forma de demonstrar a sua fé inabalável. Tivemos a sorte de acolher Jamie e a sua congregação durante o programa e ver o seu método de adoração. Estamos tristes e estamos em sintonia com a sua família», disse.

Num episódio, Coots, mostrava como tirar uma cobra, conhecida como Western diamondback, debaixo do seu ninho no Texas.

Coots era para já o último de três gerações de «encantadores de serpentes». O Homem tinha a esperança de, um dia, passar a sua paixão ao seu filho, também Cody.