Um jovem inglês decidiu gastar o seu primeiro ordenado num cartaz publicitário em que agradece a primeira verdadeira oferta de emprego que lhe foi dada.

Enquanto frequentou o curso de comunicação multimédia, Adam Pacitti sempre conseguiu conciliar estudos e trabalho, mas nunca encontrou nenhum na área da multimédia.

Foi então que Adam teve uma insólita ideia: e porque não gastar as suas últimas poupanças num cartaz? O jovem licenciado de 24 anos resolveu então utilizar as suas competências e criou também um site juntamente com a publicação de um cartaz.

No anúncio podia ler-se «gastei os meus últimos 600 euros neste cartaz. Por favor, dei-me um emprego. Employadam.com». Por sua vez, o site «employadam.com» (dei um emprego a Adam, em tradução livre) retratava a experiência profissional do jovem inglês.

E não é que esta invulgar estratégia de marketing funcionou? Em apenas um mês, Adam recebeu mais de 60 ofertas de empregos das mais variadas empresas.

De acordo com o jornal «Daily Mail», o jovem acabou finalmente por optar pela oferta da agência Keo Digital.

Com o dinheiro do primeiro ordenado, Adam mandou fazer um novo cartaz para agradecer todas as oportunidades que lhe foram dadas. Desta vez, podia ler-se: «Gastei o meu primeiro salário neste cartaz. Obrigada por me terem ajudado».