Tracy Meakin White estava no quintal de casa, no Reino Unido, quando viu e fotografou um raio a atingir um avião cheio de passageiros que se preparava para aterrar no aeroporto de Birmingham.

Na realidade, o avião não foi atingido apenas por um raio, mas sim por três relâmpagos durante a tempestade de sexta-feira à tarde. O avião da KLM que vinha de Amesterdão acabou por aterrar à hora prevista sem qualquer dano.

Os passageiros já vieram à público elogiar a calma do piloto e relatar o «grande estrondo» que ouviram no momento em que forma atingidos. «Foi incrível. Houve um grande estrondo. Momentos antes, reparei que o céu estava cada vez mais escuro e disse ao passageiros ao meu lado que estava surpreendido por não haver raios e trovões», contou Tony Everitt, um executivo de 51 anos, ao Birmingham Mail.

«Depois do estrondo, o meu pensamento inicial foi que o motor tinha explodido. Surpreendentemente, não foi assustador, foi excitante. Estava à espera que algo mais acontecesse, mas na realidade nada correu mal», disse.

O britânico contou ainda que o piloto apenas relatou o que se tinha passado depois do avião ter aterrado, explicando depois que a aeronave tinha na realidade sido atingida três vezes.

«Eu sei que passam muito tempo no ar, mas fiquei espantado com a calma que eles têm. O piloto disse simplesmente: "Senhoras e senhores, como podem ter reparado fomos atingidos por raios"», disse, salientando também que os passageiros estavam calmos e apenas a falar do que tinha acontecido.

Já a britânica que tirou a imagem Tracy Meakin White, de 24 anos, explicou que ao início que nem sequer tinha reparado que tinha fotografado o avião e que estava apenas a fotografar a tempestade com o telemóvel. «Acho que é uma fotografia que aconteceu uma vez na vida. Acho que não voltarei a ter a mesma sorte». Os passageiros do avião, provavelmente, também não.