O artista norueguês Alexander Selvik Wengshoel afirma ter comido um pedaço da própria anca e que aquele era delicioso.

Wengshoel levou parte do seu corpo para casa após uma cirurgia para colocar uma prótese no quadril. O artista cozinhou a anca e preparou batatas gratinadas para acompanhar, além de um copo de vinho.

Em declarações ao Jornal «The Local», o artista explicou que não quis desperdiçar a oportunidade de provar um pedaço de carne humana, no caso a sua. «Era mesmo bom, parecia borrego», descreveu.

«Comecei por ferver o osso e depois raspei a carne, que era pouca», contou ainda.

O artista, de 25 anos, nasceu com uma deformação na anca e passou por diversas cirurgias sem sucesso durante a infância.

Parte do osso e o vídeo da operação encontram-se agora em exposição em Tromso, na Academia de Arte contemporânea.