Um jornalista sul-africano foi assaltado quando se preparava para entrar no ar, à porta de um hospital de Joanesburgo, na África do Sul, onde aguardava a chegada do presidente da Zâmbia que ia àquela unidade fazer exames médicos.

Vuyo Mvoko, da SABC, estava a menos de um minuto de entrar na emissão quando dois homens alegadamente lhe roubaram o telemóvel.

Indiferentes à presença da câmara, que estava ligada e filmou o assalto, os dois homens abordaram o jornalista que, mais tarde, afirmou ter sido ameaçado com uma arma quando não quis largar o telemóvel.
 
Vuyo Mvoko tranquilizou o seu público, através do twitter, anunciando que se «encontrava bem» e aproveitou para publicar o vídeo do assalto «na esperança de que os homens sejam reconhecidos», como disse à BBC.