Vivien Bodycote tem 59 anos e não esconde o fascínio que tem por José Mourinho, treinador do Manchester United. A paixão da inglesa pelo técnico português é o exemplo perfeito de um amor adolescente retratado em forma de (vinte) tatuagens por todo o corpo.

Em declarações à Caters News, Bodycote contou que “raramente" vai à cidade não volta "com outra tatuagem do José no corpo".

Já devo ter 20. Ele não é apenas o Special, ele é o único”.

Além de imagens, a mulher tatua ainda frases que mostram o carinho que sente pelo treinador, como por exemplo "Amo-te José" ou "Boa Sorte José".  

A britânica já gastou mais de 800 libras (cerca de 900 euros) a tatuar o corpo com homenagens a Mourinho. Esta fã, para quem o treinador é tudo, confidenciou que “morreria se o visse ao vivo”.

Ao jornal Mirror, a mulher disse que “não há um dia em que não veja fotos online do José Mourinho".

Sou viciada nele. Quando os meus netos me disseram que ele foi demitido do Chelsea, o Natal foi cancelado e não tivemos jantar. Só lhe queria dar um grande abraço”, garante.

Quem ajuda a sustentar este vício de Bodycote é o marido, Tony, de 76 anos, reformado há mais de dez anos. O homem não se importa com a obsessão da mulher e até fica feliz por conseguir pagar as tatuagens dela, uma vez que isso a faz feliz.