Um gato com nove meses esteve dois minutos dentro de uma máquina de lavar a roupa a funcionar com água a 60 graus, em Nottingham, no Reino Unido. Bobby já estaria dentro do eletrodoméstico antes da dona ter ligado o equipamento.

De acordo com o jornal britânico The Sun, o animal escondeu-se dentro da máquina, por baixo de um cobertor e acabou por adormecer. Quando Lisa Keef foi ligar a máquina viu que o animal estava no interior e retirou-o mas, quando virou costas, o gato voltou a entrar. 

Eu apercebi-me que Bobby estava lá dentro e tirei-o para fora, mas quando virei as costas ele voltou a entrar para a máquina."

Poucos minutos depois, a mulher ouviu um som estranho vindo do interior da máquina e quando se aproximou do equipamento, apercebeu-se do pelo do gato entre o cobertor que estava a ser lavado e ficou aterrorizada.

Quando ouvi um barulho, corri para junto da máquina. Quando me apercebi que o gato estava lá dentro fiquei em pânico", explicou.

A mulher parou a máquina de lavar de imediato e retirou o gato do seu interior. O animal teve que receber cuidados veterinários durante toda a noite e a especialista do centro veterinário que o tratou afirma que "nunca pensou que o animal fosse sobreviver", acrescentando que o animal "teve muita sorte". 

O gato, Bobby, foi nomeado para o prémio "Survivor Pet PDSA 2016", que distingue os relatos mais incríveis de sobrevivência de animais de estimação do Reino Unido.