Paul Lovell, de 61 anos de idade, levou o júri de um tribunal britânico às lágrimas. Mas neste caso, os jurados choraram de tanto rir, ao ouvir a descrição «do arguido a ser rejeitado por uma vaca». O juiz foi mesmo obrigado a intervir na audiência de julgamento e repreendeu os membros do júri, escreve o «International Business Times».

Em setembro do ano passado, um casal a fazer um piquenique, num campo em Tottenham, arredores de Londres, viveu momentos insólitos quando percebeu que um homem, a alguns metros de distância, estava a tentar seduzir uma vaca.

De acordo com o relato das testemunhas, «o homem despiu-se, da cintura para baixo, e deitou-se no chão junto a um grupo de vacas». Como foi ignorado pelos bovinos, decidiu procurar as ovelhas para tentar ter relações sexuais. Foi neste momento, que o júri não se controlou e desatou a rir.

Paul Lovell está acusado de tentativa de atos sexuais com animais. Sobre si pendia também uma acusação de «atentado ao pudor», mas o juiz deixou cair este crime para lhe dar um novo nome: «atentado ao pudor por tentativa de sexo oral com uma vaca».

O arguido, agora a ser julgado, foi libertado sob fiança, está proibido de se aproximar do campo onde tentou ter relações sexuais com os animais.