A população sérvia está a questionar a idoneidade do jogo da lotaria, depois de, no último programa, a chave ter sido revelada, em direto, quando ainda faltava sortear um número. A polícia já abriu uma investigação para determinar se os resultados terão sido previamente combinados.

Tudo parecia estar a correr normalmente na 59ª emissão da lotaria, esta terça-feira, até surgir o quarto número. No estúdio e em casa houve alguma confusão quando a bola que saiu tinha o número 27, mas, no ecrã, o algarismo que a chave afirmava ter saído era o 21. Este parecia ser apenas um erro dos produtores do programa.

Mas, a polémica gerou-se quando foi adicionado o número 27 à chave, completando-a. O programa continuou e a bola sorteada em último lugar apresentava o número 21, confirmando a chave, que antes do final do sorteio, já estava no ecrã.




O resultado antecipado fez com que muitos questionassem a aleatoriedade dos números.

Um porta-voz da lotaria veio a público negar as acusações de fraude e afirmou que o incidente não passou de “um erro técnico”. A situação forçou o diretor da companhia, Aleksandar Vulovic a demitir-se por “questões morais”.

Numa entrevista, Aleksander declarou que a situação é “ligeiramente menos má do que catastrófica, mas, ainda assim, desastrosa”, que as autoridades estão a analisar o caso e que, se for decretada alguma irregularidade, os responsáveis devem ser punidos.

Um dos executivos da lotaria disse que o facto do gráfico mostrar, por engano, o número 21 e este sair logo a seguir, foi “pura coincidência”.

A polícia apreendeu o equipamento utilizado no sorteio e está a investigar cinco pessoas por fraude, incluindo a apresentadora do programa. Os suspeitos vão ser submetidos a interrogatório e sujeitos a um teste de polígrafo.