Os seguranças do aeroporto de La Guardia, em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América, confiscaram um par de sapatos de entrar num dos voos. Os saltos dos sapatos eram réplicas de armas verdadeiras. Uma história digna de um filme de James Bond.

Apesar de os modelos de plástico serem incapazes de disparar uma bala, esta já era uma regra do aeroporto que decidiu que qualquer coisa que se assemelhe a uma arma não é permitida na bagagem de mão, refere o «Daily Mail».

Este tipo de calçado faz parte da lista dos «itens proibidos» e o modelo confiscado foi partilhado na Internet, por um porta-voz da Administração de Segurança dos Transportes (TSA), de modo a recordar os passageirosdo que não deve fazer parte da bagagem.

Como a pessoa que transportava entregou voluntariamente o par de sapatos aos seguranças, não houve qualquer tipo de detenção.