Espanha vive com o segundo mais elevado nível de alerta anti-terrorista, mas as medidas de segurança no aeroporto de Barajas, em Madrid, não foram suficientes para travar um cidadão boliviano que deseperadamente correu com duas malas pela pista para apanhar o avião. Que nem sequer era o que ia para as Canárias.

O caso ocorreu no passado dia 5 de agosto, pelas 9:00 locais e foi assumido pelas autoridades do Aeroporto Adolfo Suarez Madrid-Barajas, mais não fosse porque a cena insólita foi filmada.

Ao que foi comunicado, o cidadão boliviano apresentou o bilhete e passou normalmente a porta de embarque. Só que ao ver um avião da Ryanair a preparar-se para descolar, julgando ser o seu voo, passou por uma porta de emergência de incêndios, saltou uma altura de uns três metros para a pista e desatou a correr.

O vídeo, gravado por trabalhadores do aeroporto, mostra que o boliviano a saltar de uma manga de acesso ao avião, a tentar servir-se de um buggy para o perseguir o avião e por fim a correr em direção ao avião da Ryanair, na tentativa de alcançar o vôo para o qual julgava estar atrasado.

Foi depois agarrado por seguranças e avisado que aquele não era o seu voo. Lá seguiu então rumo a Las Palmas.

Detido à chegada

Como tinha passado por todos os procedimentos de segurança, antes de saltar para a pista, as autoridades acreditaram, segundo refere o jornal El País, que o boliviano não era um potencial criminoso.

Aparentemente, o homem entrou para a pista de descolagem por pensar que tinha perdido o vôo, mas o avião que tentava apanhar não era o seu", explicou um representante da Aena, a empresa de gestão aeroportuária espanhola.

Quando se apercebeu disso, entrou no avião que ia para Las Palmas de Gran Canária", completou o mesmo informador.

Contudo, ainda que, depois de ser detido pelos seguranças, as autoridades lhe tivessem dito para esperar pela polícia, o passageiro não o fez e voltou a fazer das suas. Ou seja, embarcou no voo para as Canárias. Só aí, depois de aterrar, foi detido pela polícia local e interrogado.

De acordo com a imprensa, o homem será apenas multado. Porque até se submeteu a todos os dispositivos de segurança, mas infringiu as normas do aeroporto de Barajas. Contas feitas, a multa pode chegar aos 45 mil euros.