Uma jovem russa morreu eletrocutada depois do telemóvel, a carregar, cair na banheira. Yevgenia Sviridenko, de 24 anos, foi encontrada pela colega de casa, em Moscovo, esta segunda-feira.

Segundo o jornal local «Komsomolskaya Pravda», Yaroslav Dubinina, de 23 anos, resolveu verificar se a colega estava bem, depois de estranhar a demora na casa-de-banho.
 

«Entrei e vi-a deitada, pálida, na água. O telefone dela também lá estava. Puxei a minha amiga para fora e notei que o corpo estava a tremer devido a um choque».


Ainda de acordo com a publicação, pensa-se que Sviridenko estava a usar o telemóvel na banheira. A rede social «VKontakte», o equivalente ao Facebook russo, tinha sido visitada pouco antes da morrer.

A colega de casa chamou os paramédicos, que tentaram ressuscitar Yevgenia, sem sucesso.

Um porta-voz do Comité de Investigação regional diz que testes preliminares sugerem que a jovem morreu devido a um choque elétrico, mas a investigação está em curso, adianta o «Komsomolskaya Pravda».

O caso acontece apenas dias depois da morte de outra jovem russa, de 16 anos, nas mesmas circunstâncias, na República do Bascortostão.