A direção de um hospital no Reino Unido foi obrigada a pedir desculpas a uma paciente, depois de se descobrir que uma luva de latex tinha sido deixada dentro do corpo de uma mulher após uma cirurgia.

Sharon Birks, de 42 anos, foi sujeita a uma histerectomia (cirurgia para remoção do útero) no dia 19 de novembro. Três dias depois, a paciente continuava com muitas dores de barriga e não se sentia em condições para regressar a casa. Foi numa ida à casa de banho que descobriu o problema.

«Eu tinha uma dor de estômago muito forte, como se alguma coisa estivesse presa lá dentro», contou Birks ao «Derby Telegraph». «Primeiro pensei que estivesse relacionado com o meu cateter. Mas na quinta-feira [três dias após a operação] eu não me sentia capaz de ir para casa, agora estou feliz por não ter ido».

Os médicos deste hospital de Derby, já tinham pedido um exame e prescrito antibióticos, pensando que se tratava de uma «simples» infeção.

Quando o cateter da paciente foi retirado, foi a própria Birks a descobrir o problema, quando foi à casa de banho e encontrou a luva.

Sue James, chefe executiva do hospital, já pediu desculpas à paciente e garantiu que um inquérito foi aberto para averiguar o que aconteceu.

«Nós consideramos a segurança dos pacientes extremamente importante e na conclusão da investigação, vamos garantir que são ensinadas algumas lições», afirmou Sue James.