Aos 92 anos, o espanhol Melquiades Iniesta ensina, de forma satírica, num vídeo publicado no Youtube, como compor uma música reggaeton, em apenas 30 segundos. O vídeo tornou-se viral e já conta com mais de um milhão de visualizações.

Em resumo, primeiro que tudo, é preciso arranjar uma batida "orelhuda", daquelas que se colam ao ouvido, e depois, escrever a letra da música.

A primeira coisa a ser criada é uma batida cativante. Depois é preciso escrever a letra. Como as músicas falam sempre sobre o mesmo, aqui está um quadro com as palavras, que conjugadas de maneiras diferentes, podem dar milhares de canções”, brinca, no vídeo, o homem que continua a viver num bairro operário pobre de Madrid.

A saga do Avô Reggaeton começou quando Melquiades decidiu ir a um casting, há dois anos, para ser figurante e ocupar o tempo livre de reformado.

Há que fazer alguma coisa nos tempos livres. Não se pode parar no sofá. Não fazer nada é que nos mata, não é a idade”, explica Melquiades.

Depois disso, tem feito vários vídeos, que se tornaram virais e tornou-se ator do programa “El Hormiguero”, transmitido no canal de televisão espanhol Antena 3.

Agora sou, para Espanha e para o mundo, o Avô Reggaeton”, conta Melquiades Iniesta, em declarações ao site em espanhol da cadeia BBC.

"Explicar o que é o Instagram"

A ideia de gravar um vídeo com Melquiades surgiu do guionista do programa, Jordi Moltó, que, há dois anos, tinha começado a fazer vídeos cómicos com idosos.

Desde 2015, começámos a fazer vídeos engraçados com pessoas mais velhas. Há uns anos, fiz o mesmo com um “rap”. Contratei cinco atores de uma agência, com o pré-requisito de que sabiam cantar e foi-me apresentado o Melquiades. Gostei muito dele. O “rap” tornou-se viral, na altura. Passado algum tempo, e como o "reggaeton” ganhou fama, ocorreu-me fazer o mesmo e saiu isto”, explicou Jordi Moltó.

O guionista já tinha em mente o que queria, antes de fazer o vídeo.

A primeira parte seria um tutorial, com os estereótipos associados ao “reggaeton”: o ritmo, a letra, o “autotune”… Mas a chave disto é o facto de ser um avô, num lar de idosos. O mais engraçado é o facto de, na maioria dos casos, os mais velhos não saberem o que é o “reggaeton””, acrescenta Jordi.

O mais difícil, segundo o guionista, foi mesmo explicar a Melquiades - que gosta é de flamenco - o que é o estilo de música “reggaeton” e como se dança.

Ele vem de outro estilo, mais clássico, da sua época. Por isso, foi muito complicado explicar-lhe”, refere.

Outra das dificuldades foi que Melquiades percebesse a letra da música, porque tem termos que o agora ator não conhece. Como, por exemplo, a parte que diz “para ligar não preciso do Instagram”.

Logicamente que tive que lhe explicar o que é o Instagram, apesar de o Melquiades ser um senhor de 92 anos, com vitalidade de 40, que tem WhatsApp e Facebook. Contudo, para ele, isso é todo um outro mundo”, afirma Jordi Moltó.

Melquiades Iniesta confessa que ainda está nas nuvens com todo o sucesso que alcançou.

Nos meus 92 anos e meio, porque faço anos em fevereiro, não esperava este sucesso tão grande. Agora desço à rua e toda a gente quer tirar fotos comigo. Claro que eu tiro fotos com toda a gente, porque a fama não me vai subir à cabeça”, conta Melquiades.

Veja o vídeo em que o "avô-reggateon" ensina a criar uma música, em 30 segundos: