Um prisioneiro inglês está a tentar fazer história na prisão de Strangeways, em Manchester. Stuart Horner está barricado no telhado do estabelecimento prisional desde domingo, para protestar contra a falta de condições da prisão.

Stuart Horner, de 27 anos, está há mais de 48 horas no telhado da prisão de Strangeways. O jovem, que foi preso em 2012, depois de ter morto um tio, está há dois dias em protesto para, segundo o próprio, melhorar as condições em que os prisioneiros vivem.

Para tal, muitas têm sido as demonstrações do recluso, entre as quais partir janelas e fazer um “strip”, ostentando uns boxers da equipa Manchester United, enquanto se queixava das condições da prisão.

Na segunda-feira de manhã, Stuart continuou com o mesmo comportamento, afirmando que iria permanecer no telhado durante “40 dias e 40 noites”.

A exibição de Stuart teve o apoio dos restantes prisioneiros, que atiraram rolos de papel higiénico enquanto gritavam “há apenas um Stuart Horner!”. O recluso afirmou que a sua intenção é “mudar a história da prisão”, que já foi palco de uma revolta que durou 25 dias, em 1990.

Depois de uma noite chuvosa, Stuart decidiu por fim voltar a vestir-se, mas não sem antes escrever na camisola: “Não é 1990. Digam ao governo que estamos fartos. Requalifiquem o sistema inteiro”.

Os protestos do recluso não estão a passar despercebidos ao público inglês. Stuart tem já alguns fãs fora da prisão, que já colocaram música a tocar durante a exibição e atiraram um foguete para dentro da prisão que, segundo as autoridades, por pouco não acertou num agente.
 

As condições da prisão de Strangeways já têm dado que falar e teme-se nova revolta por parte dos reclusos, que, alegadamente, passam 23 horas fechados, não podendo fazer qualquer tipo de exercício físico. A falta de guardas na prisão tem também sido um motivo de preocupação.