Cerca de 200 pessoas raparam o cabelo, na Índia, como um sinal de luto depois da morte de um macaco que vivia num templo hindu. Perto de 700 homens cortaram também a barba.

O incidente aconteceu na vila de Dakachya, no estado de Madhya Pradesh. O animal, que era considerado sagrado, afogou-se numa lagoa enquanto estava a ser perseguido por cães.

Com medo que a sua morte trouxesse azar à vila, os habitantes fizeram uma procissão funerária e cremaram o macaco de acordo com o ritual hindu.

Um grupo de habitantes também viajou até a cidade sagrada de Haridwar para deitar as cinzas do animal no rio Ganges.

No total, o evento que celebrou a morte do animal terá custado cerca de 150 mil rúpias, ou seja, quase dois mil euros. A quantia foi conseguida através das doações dos habitantes.

Os macacos são considerados animais sagrados pelos hindus e há templos dedicado aos deus macaco Hanuman, um pouco por toda a Índia