Mais de 300 renas morreram após serem atingidas por um relâmpago, avança a AFP, que cita as autoridades locais.

Os animais foram encontrados, na passada sexta-feira, em Hardangervidda, um planalto montanhoso na região de Hardanger, na zona oeste da Noruega, situado entre as cidades de Oslo e Bergen. Estima-se que nesta área vivam, em liberdade, cerca de 10 mil renas.

Ao todo, um guarda-florestal encontrou 323 renas mortas num espaço limitado. Em declarações à AFP, Kjartan Knutsen, um funcionário da Direção do Meio Ambiente da Noruega, explicou o sucedido:

"Sexta-feira esta região foi atingida por uma forte tempestade. Quando há mau tempo, os animais costumam se juntar e, estas renas, terão sido atingidas por um relâmpago"

As imagens das renas mortas só foram reveladas esta segunda-feira.

A mesma fonte acrescentou ainda que "nunca tinha acontecido um incidente destes numa escala tão grande. É invulgar".