A píton-ametista (Morelia amethistina) de grande porte estava alojada numa zona de difícil acesso no telhado. Foi necessário esperar que a cobra descesse do telhado para que Dave Walton, um especialista em animais, pudesse capturá-la. 

 

A cobra esteve escondida durante semanas e, segundo os moradores informam, o cheiro a urina que propagava era no mínimo desconfortável. 

"Os moradores disseram-me que o cheiro era horrível", afirma Walton que garante que a urina da píton tem um cheiro mais desagradável do que o cheiro das casas de banho públicas.