O único vencedor do mega prémio de 425 milhões de dólares (308.246.000 euros) da lotaria Powerball, um dos maiores «jackpots» na história do concurso nos EUA, apareceu para reclamar o prémio que ganhou em fevereiro, mas não mostrou a cara.

Raymond B. Buxton, cidadão aposentado do norte do Estado da Califórnia, reclamou o prémio na sede da lotaria em Sacramento. Numa fotografia tirada depois de ter recebido o prémio, Raymond B. Buxton escondia a cara atrás de um cheque em tamanho gigante e vestia uma t-shirt com uma imagem de Yoda, a famosa personagem da saga «Guerra das Estrelas», com a inscrição: «Luck of the Jedi I have» ( «Eu tenho a sorte do Jedi»).

Raymond B. Buxton quer manter-se longe dos holofotes e contratou um agente para evitar falar diretamente aos órgãos de comunicação social. Buxton também não vai revelar a idade, o endereço ou o que fazia antes de se reformar recentemente.

«Ele realmente quer viver uma vida privada da melhor maneira possível», disse o agente, Sam Singer, citado pela Sky News. «Ele era solidamente um americano de classe média e hoje ele é solidamente rico», acrescentou.

De acordo com a Associated Press, o bilhete premiado no sorteio de 19 de fevereiro foi vendido numa loja na cidade de Milpitas, na área de São Francisco.

O prémio de 425 milhões de dólares é um dos maiores na história dos EUA, mas está longe do recorde. O maior «jackpot» alguma vez atribuído no país foi de 656 milhões de dólares no Mega Millions, em 2012. No Powerball, o maior «jackpot» foi atribuído em maio de 2013, no valor de 590,5 milhões de dólares.

Funcionários da lotaria revelam que Raymond B. Buxton optou por um montante líquido de 242.200 milhões de dólares (175.664.000 de euros) livres de impostos.

Buxton comprou o bilhete na estação de Dixon Landing Chevron, em Milpitas, na região de São Francisco.



Autoridades citadas pela Sky News contam que Raymond B. Buxton foi comprar o almoço num restaurante da estação, quando decidiu comprar um outro bilhete de lotaria porque o prémio era muito grande. E esse bilhete, comprado por 2 dólares (1,45 euros), foi o vencedor.

Em comunicado, Raymond B. Buxton revela que ficou chocado depois de conhecer a chave do sorteio de 19 de fevereiro.

«Incrível! Foi tudo o que consegui dizer», afirmou Buxton, ao descrever o momento em que percebeu que tinha o bilhete premiado. «Sentei-me à frente do computador, sem acreditar. Verifiquei e voltei a verificar o bilhete e não contei a ninguém. Depois do choque inicial ter passado, não consegui dormir durante dias», acrescentou.

Desde que ganhou, Raymond B. Buxton está a trabalhar com um advogado e um consultor financeiro para estabelecer novas contas bancárias, criar uma instituição de caridade e resolver questões fiscais.