A cidade brasileira de Porto Alegre vive dias acalorados. Nos últimos onze dias, três mulheres foram fotografadas ou filmadas a andar ou correr sem roupa na rua. O insólito disparou nas redes sociais e depois de muitas partilhas, houve até um evento no Facebook e um jogo de telemóvel. No Brasil, o calor quando aperta, já se sabe, é a sério.

O primeiro caso de nudez ocorreu a 30 de outubro. A mulher surgiu no Parque Moinhos de Vento, conhecido localmente como o Parcão por volta das 11:00 da manhã. Testemunhos relatam que a mulher tirou a roupa e começou a correr. De imediato foi chamada a polícia que acabou por cobrir e deter a mulher.






Segundo a Secretaria de Saúde, citada pela imprensa brasileira, a mulher tem aproximadamente 30 anos e mora em Porto Alegre. Os pais foram contactados e disseram que a mulher tem problemas psicológicos e tem já acompanhamento médico.

Poucos dias depois, a seis de novembro, foi a vez de uma mulher ter sido filmada a andar nua, no meio da estrada, quando chovia.




Abordada por condutores e jornalistas, a mulher, uma ex-atleta, acabou por dar entrevistas, onde explica que tirou a roupa em protesto contra a atual situação política no Brasil, pedindo mais apoio para o desporto.





Três dias depois, já neste domingo, foi a vez de uma nova imagem chegar às redes sociais. Uma jovem loira, com formas bem definidas, foi fotografada a correr, com apenas os ténis, os óculos de sol e um boné. O jogging matinal foi registado junto ao Palácio do Governo, mas quando a polícia tentou chegar à mulher já não a encontrou. Fica assim por saber quais os motivos desta jovem loira.



As aventuras sem roupa deixaram a cidade em alerta. No Facebook foi criada uma página de evento, entretanto removida, que apela à participação de uma corrida coletiva de nus nas ruas de capital, a acontecer esta quinta-feira. Mais de dez mil já disseram que vão. A ver vamos.

Para fechar com chave de ouro o insólito e dada a era tecnológica, foi criado um jogo para smartphone a ilustrar os avistamentos de nudez. O objetivo é as mulheres nuas saltarem objectos enquanto fogem da polícia.