William von Scheneidau, proprietário do Rancho BB em Seattle, não é o fundador da ideia de alimentar animais com erva. Ele nem fuma, disse à NBC News. Simplesmente queria aproveitar o que uns amigos não iam precisar.

Von Scheneidau conheceu os proprietários de um dispensário de erva e, quando soube da legalização da marijuana em Washington, perguntou se podia ficar com o que eles não precisassem para a agricultura.

De acordo com a NBC news, von Scheneidau refere que os restos de marijuana são usados para alimentar os porcos, mas como se trata de quintas sem vedação, outros animais têm acesso.

O agricultor disse à NBC News que «quando acabaram de comer, os porcos deitam-se e mal conseguem levantar a cabeça».

A preguiça dos porcos acaba por ser útil, pois o ganho de peso contribui para a carne de porco feita em bacon e salsichas. Por outro lado, von Scheneidau afirmou ainda à NBC News que «o sabor da carne gorda é extraordinário, os consumidores adoram».

Pode dizer-se que é uma atividade que dá sentido à expressão «party animals».