Dois agentes da polícia de Washington, nos EUA, tentavam separar dois grupos rivais de adolescentes que estavam em confronto quando Aaliyah Taylor, uma jovem de 17 anos que estava num dos grupos, se dirigiu a uma das agentes a dançar.

Foi então que o inesperado aconteceu: a agente da polícia começou a rir-se da situação, afirmando que conseguia dançar melhor. Minutos depois, ambas começaram uma competição, conta Taylor ao jornal britânico "The Independent."

 As imagens foram gravadas com um telemóvel e encontram-se publicadas no YouTube.

 

A dança entre ambas durou cerca de um minuto e, no fim, a multidão abandonou a área como tinha sido solicitado pelas autoridades no início.

A jovem ficou impressionada com a reação da agente e afirma que esta experiência moldou a sua visão acerca da polícia.

"Nunca esperei que a polícia pudesse ser fixe. Há alguns bons polícias”, afirmou Aaliyah Taylor.

A agente que dançou com a jovem afirmou que não queria ser identificada e associada a esta história, considerando a situação constrangedora.

Marinos Marinos, secretário do sindicato da polícia de Washington, afirmou que este tipo de interações entre a polícia e os residentes não é fora do comum. O responsável explicou que, na maioria das vezes, momentos semelhantes a este não são gravados e publicados na internet e, portanto, as repercussões são menores.

"Somos apenas seres humanos como todos os outros. Todos os dias estamos em contacto com milhares de cidadãos e quase todos têm resultados positivos."