George é o nome de um peixinho dourado que vive em Melbourne, Austrália, e foi operado para a remoção de um tumor cerebral que quase lhe tirou a vida.

O animal tinha 10 anos e um tumor no cérebro que estava a aumentar e, por consequência, a tirar qualidade de vida. A operação, que custou cerca de 200 dólares (154 euros), foi de alto risco. George teve de levar anestesia geral e operação durou cerca de 45 minutos.





Em entrevista à radio local 3AW, o médico Tristan Rich, que realizou a intervenção cirúrgica, garantiu que o peixinho está «bem e nada por todo o lado». Citado pela BBC, Rich explicou que «George tinha um tumor muito grande no cérebro que começou a crescer e isso estava a afetar-lhe a qualidade de vida».

Os médicos explicam ainda que o animal só tinha duas saídas: a operação ou eutanásia. A dona de George não quis sacrificar o animal e preferiu o animal.

Rich ainda explicou que o animal foi mantido vivo fora de água através do bombeamento de água com oxigénio através das suas guelras.